[BEDA] 5 animações que você não cansa de ver

Mais um post sobre gosto pessoal… adoro!


1- Up! Altas aventuras

2 – A viagem de Chihiro

3 – Procurando Nemo

4 – Toy Story (Todos)

5 – Ghost in the shell


Não vou falar de um por um, porque creio que sejam todos conhecidos, até Ghost in shell, que teve um filme lançado recentemente.

Mas caso você não conheça nenhum ou algum deles, dê uma olhada porque valem a pena.

Anúncios

[BEDA] 5 jogos que eu gosto muito

OH GOSH, citar aqui os jogos que mais gosto vai denunciar a minha idade, haha… Mas que se dane, eu nem ligo 😛

Vamos lá porque “games” é o meu assunto FAVORITO!


5 jogos que eu gosto muito

1 –  The King of Fighters’97

Esse é o meu jogo predileto. Passei tardes inteiras jogando em casa, fui viciadona meeesmo! E esse ano faz 20 anos que foi lançado.

KOF’97 é na minha opinião o melhor jogo de luta que já saiu!!!

2 – Super Mario 64

Esse aqui é outro que me acompanhou durante a infância. Foi o primeiro jogo que eu joguei sozinha até salvar. Sou tão apaixonada por Super Mario 64, que dei um jeito de colocar esse jogo no meu PSP.

*NOTA: Teoricamente, nenhum jogo do Mario deveria “rodar” num PSP, porque são feitos por empresas diferentes. Mario é uma franquia da Nintendo, que produz o Gameboy, e o PSP é o portátil da Sony, dona da marca Playstation.

3 – The Legend of Zelda: Ocarina of the time

Outra franquia que eu amo. Esse em especial é o meu preferido. Salvei logo que terminei Super Mario 64. Foi jogando Zelda que eu comecei a entender melhor de inglês, e eu tinha apenas 11 anos…

4 – Resident Evil 3: Nemesis

Salvei aos trancos e barrancos! Levava cada susto com aqueles barulhos dos zumbis arrombando as portas, às vezes eu jogava com o volume da tv baixo para não dar medo, haha. Ótimo jogo!

5 – Pokemon Sapphire

Claro que não podia faltar pokémon! Apesar de ser um jogo de Gameboy, fiz uma gambiara para rodá-lo no psp. Gosto dos primeiros jogos de Pokémon para Gameboy, e estou jogando o Sapphire novamente por motivo de SIM.

[BEDA] Wishlist: 15 peças de roupa que eu quero

Eu já tinha feito, não faz muito tempo, um post de wishlist com 3 peças que estou querendo loucamente. Vou repetir as 3 peças aqui porque ainda não as comprei.

Nem todas as peças aqui estou com tanta vontade de comprar, mas preciso delas, porque são peças coringa para mim.


15 itens da minha Wishlist

1 – Saia lápis listrada 

Encontrei na Renner por R$ 50,00 na semana passada, mas experimentei e não caiu muito bem. Continuo procurando.


2 – Camiseta OFWGKTA

Como eu já comentei, tenho muitas referências e isso reflete no meu estilo.

OFWGKTA era um coletivo de hip hop (de onde saiu Tyler, the Creator – Frank Ocean – The Internet) que acabou, mas continuaram com a marca de roupas. Há anos estou atrás dessa camiseta com a rosquinha, não comprei ainda porque mesmo as falsetas estão caras. Vale mais a pena juntar dinheiro para comprar uma original.


3 – Top cropped Princess (Loja Reversa) 

Aquele top cropped que toda princesinha das trevas tem que ter. 😛


4 – Óculos de gatinho 


5 – Meia Arrastão

Acredita que eu nunca tive uma meia-calça arrastão? Pois é, estou atrás de uma com os “furos” maiores para fazer exatamente o mesmo visual da foto. Também quero uma meia soquete arrastão, porque fica lindo com tênis.


6 – Calça jeans preta rasgada

Outra peça que nunca tive. Preciso de uma porque é mais do que básica.


7 – Vestido de moletom

Parece ser super confortável, sem contar que é mega estiloso. Esse combina comigo porque não é muito chamativo, e tem bem cara de cidade grande, adoro ❤


8 – Jaqueta de motoqueiro 

Mais uma peça básica fazendo falta no meu guarda-roupas. Também serve para quebrar o romantismo de algumas roupas que eu tenho. E sabe aquele visual bonito e elegante com blusinha de tecido fino de alcinha? Com uma jaqueta dessas por cima fica lindimais!


9 – Strappy bra 

Acho que a foto fala por si.

É LINDO!


10 – Bolsa holográfica 

As peças holográficas estão muito na moda, mas não acho que uma peça de roupa combinaria comigo. Mas estou louca por uma bolsa, como essa da foto, ou uma necessaire mesmo.


11 – Top de veludo 

Estou querendo qualquer um desses modelos em veludo.


12 – Calça jeans rasgada

Básica.


13 – Blusa ciganinha 

Eu já tenho 2, mas quero uma parecida com essas da foto, só que branca.


14 – Tênis New Balance

Estou há muito tempo procurando um tênis vinho/roxo/lilás.

Acho esse da New Balance maravilhoso!


15 – Tênis Vans Golf Wang 

Outra peça do coletivo OF. Com certeza as meninas mais trevosas jamais usariam esse tênis, por ele ser “colorido demais”, haha. Mas eu acho ele lindo…


É isso aí, 15 peças que estou querendo. Algumas eu quero muito, outras nem tanto…

 

[BEDA] Como eu gostaria de decorar a minha casa

Se tem uma coisa que eu nunca parei para pensar, foi em decoração de casa

Existem alguns itens de decoração, que realmente deixam qualquer ambiente mais bonito. Escolhi três que, na minha opinião, são os melhores.

Vamos à eles.

1 – Sofá Chesterfield

oxford_chesterfield_sofa_01a_full-1400x584_c

Eu citei o sofá, mas qualquer peça dessa marca é incrível. É lindo, elegante e clássico. Do jeito que eu gosto.

Procurando bem, você encontra versões de cores mais vibrantes ou de outro tecido, como esse amarelo mega estiloso, o rosa e o roxo de veludo, bem gófico <3.


2 – Estante de livros

965d39467c4ef3cd6801b4ccbdec21ea--book-nooks-reading-nooks
Sala de leitura

Tá certo que livros não são objetos de decoração. Mas sabe quando a casa tem um ambiente próprio para leitura?

Uma sala pequena, com um sofá de 2 lugares, uma mesa de frente para a janela, com um computador e um bloco para anotações… e paredes repletas de livros. Acho lindo, e certamente criarei um espaço assim para mim, quando eu sair da casa dos meus pais.


3 – Tecido étnico

8168c654c81f6380f5163b1c1da9b768--mexican-style-decor-mexican-style-homes
Aqui a poltrona foi forrada com tecido, mas só “jogar” por cima também fica ótimo

Eu acho decoração com tecidos e plantas uma forma linda de enfeitar sua casa.

Estou citando aqui tecidos étnicos, porque são os meus preferidos. Mas você pode usar uma canga com uma estampa que você goste (tenho uma da deusa Lakshmi pendurada no meu guarda-roupas), ou pode ser um tecido estampado, da sua cor preferida, um veludo preto grande com quadros pendurados… é só soltar a imaginação e dar uma olhada no pinterest que alguma coisa boa sai.


É isso aí, decoração realmente não é a minha praia. Mas acho que mandei bem aqui hein… hahaha 😛

[BEDA] Lugares que desejo conhecer e porquê

bol1
Salar de Uyuni – San Pedro de Atacama – Macchu Picchu

1 – Bolívia – Chile – Peru

Sou apaixonada por cultura indígena latinoamericana. Estive em São Pedro de Atacama (Chile) ano passado, e decidi voltar para fazer o clássico mochilão Bolívia-Chile-Peru.

california1
Los Angeles

2 – Califórnia

Mais precisamente Los Angeles.

Algumas das minhas bandas preferidas são da Califórnia, muitas empresas que eu admiro são da Califórnia, muita gente que eu sigo no insta é da Califórnia. Estudei com uma pessoa que morou em São Francisco e falou muito bem de lá, e de Los Angeles. Preciso conhecer.

india1
Rio Ganges

3 – Índia

Tenho muita curiosidade de saber como é esse país tão grande e tão diversificado. Sem contar que o budismo (que eu tanto admiro) nasceu na Índia.

inglaterra1
Big Ben e a famosa cabine telefônica

4 – Inglaterra

Não tenho muito o que falar, eu adoro a Inglaterra.

japao1
Tokyo

5 – Japão

Também não tenho muito o que falar aqui, sempre quis conhecer o Japão.

[BEDA] Looks que eu acho legal nos outros, mas não usaria

Tem dois visuais que não combinam comigo: Visual Romântico e Visual Black Metal.

Rendas, roupas de época e babados.

Apesar de eu já ter feito Gothic Lolita num certo momento da minha vida, eu não curto visual romântico, de época, essas coisas. Renda eu acho meio… cafona.

mana-sama
MANA-SAMA ❤

Legging, lente branca e cinto de bala.

Definitivamente não tem nada a ver comigo. Não consigo me imaginar vestida assim.

black-metal-girls

Sobre meu estilo pessoal

Olá, hoje tem mais um post do Projeto de Escrita Mensal do grupo Universo Alternativo. Que como vocês já sabem, foi criado pela Jaque, do blog 4sphixya.

Post atrasado sim, mas feito com amor ❤


Sobre meu estilo pessoal

Eu sempre quis fazer o visual rocker.

Desde criança eu curto esse estilo porque me passa a sensação de liberdade, de seja você mesmo, sei lá.

Difícil explicar.

PRÉ ADOLESCÊNCIA/ADOLESCÊNCIA

No começo eu usava o básico: calça jeans (ou shorts), all star e camiseta preta (não de banda). Depois comecei a frequentar o Hangar 110, a Galeria do Rock, shows, e vendo outras pessoas meu estilo foi mudando.

Quando eu comecei a frequentar rolê de rock, lembro que tinha muita menina de saia xadrez, meia arrastão e caveirinha no cabelo, mas eu nunca me encaixei nisso, achava sexy demais para mim, não tinha NADA A VER COMIGO. E não tem até hoje.

Apesar de não ouvir o som da Avril, eu gostava do jeito como ela se vestia (no começo). Aquela bermuda preta do clipe de complicated… Eu usava uma igual para ir à escola (comprei antes viu gente), e detalhe, com uma caveira atrás, porque era da linha do Supla para a Riachuelo, HAHAHAHA (agora não lembro se era Riachuelo ou Renner – foi no tempo da casa dos artistas – e não, eu não ouvia as músicas do Supla, mas gostava/gosto de uma música do Tokyo chamada HUMANOS)!

Querem me obrigar
a ser do jeito que eles são
Cheios de certezas
e vivendo de ilusão
Mas eu não sou
Nem quero ser
Igual a quem me diz
Que sendo igual
Eu posso ser feliz – Tokyo

O shorts foi um drama na minha vida. Tinha que escolher entre: comprar os “shorts para meninas” que eram curtos e agarrados demais, ou comprar bermudas para garotos em lojas de Skate. Nunca tem um meio termo, é incrível.

Claro que escolhi as bermudas. 

CAMISETAS DE BANDA

Camiseta de banda, só tive umas 3 do Iron Maiden por muito tempo, eu fui realmente viciada no Iron Maiden, meldels. Foi por causa do show deles no Rock in Rio 2001 que comecei a ouvir metal (antes eu ouvia rock em geral).

Aqui em Sampa tinha a lenda urbana da “intimação” (que é quando as pessoas fazem perguntas da banda que você tá vestindo para saber se você curte mesmo, se você não é modinha). Nunca vi acontecer com meninas, só ouvi as histórias do que acontecia na Galeria com os meninos (de briga, rasgarem a camiseta…). Mas hoje em dia não tem mais isso, até porque com a facilidade de encontrar tudo na internet, qualquer um vai lá na Wikipédia e decora a história toda da banda.

Uma vez ganhei num amigo secreto, uma camiseta do Slipknot. Close errado de quem deu, mas usei em casa para dormir. Como não sou fã da banda, não existe razão para usar a camiseta na rua né?

EMO/JROCK/GÓTICO

Quando o emo estava bombando, tudo que você usava, as pessoas falavam que era coisa de emo: boton, franja, cinto de tachinha… Então, se fui emo, foi sem querer. Eu tinha (ainda tenho) um moletom rosa do Weezer que as pessoas diziam que era de emo, vai entender…

Depois veio a fase Otaku. Me diga: Que jovem de São Paulo não teve a fase otaku-fã de jrock? Poucos. Nessa época, cortei o cabelo meio parecido com o de artistas de Jrock (tentei né), usava umas roupas com estampas que lembravam coisas orientais (dragões, gueixas, anime…).

Nessa época também, conheci um pessoal que gostava de industrial e ia para baladinha góteka. Por influência, acabei comprando um vestido e um coturno. O coturno eu dei (se não me engano, era da Vilela, comprei na Galeria), o vestido ainda está aqui, e estou pensando em vender.

Meu amado moletom do Weezer
Essa foi uma festa chamada Theatro dos Vampiros no Fofinho Rock Bar, aqui em Sampa. Foi em 2007…
Eu na Liba, num encontro de fãs de uma banda de Jrock.

TRAMPO

Quando comecei a trabalhar tentei manter meu estilo alternativo, mesclando com as roupas sociais (sim, eu sempre trabalhei de roupa social, exceto quando trabalhei num hotel, onde eu tinha uniforme). E embora houvesse um dia na semana onde pudessemos nos vestir de forma mais casual, não podia ir de jeans, e nem de tênis (logo eu que SÓ USAVA TÊNIS). Mas esse período foi bom, porque descobri outros tipos de sapatos, que acabei incorporando no meu visual, e uso até hoje. Foi aqui que eu aprendi a fazer adaptações.

ATUALMENTE

Não sei definir o meu estilo, e também não estou muito preocupada com isso.

Gosto de fazer um visual mais urbano (street style), mantendo as influências do rock, e misturando com outras peças não tão óbvias: shorts de tecido mais molinho, peças coloridas/estampadas, jaqueta jeans com moletom, tênis (só uso Vans agora), e às vezes acessórios.

A verdade é que eu não gosto de fazer um estilo só. Às vezes eu tô afim de fazer um look mais sussa, às vezes quero ser total rock, às vezes não, varia. Eu sou bem volúvel nesse quesito. Aqui cabe aquele frase do Gabriel, O pensador: “seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo”. Mas no caso de roupas, você pode ser sempre a mesma se você quiser.

É mais fácil definir um estilo quando ele está apoiado no som que você ouve. Quando a gente tem muita influência de diferentes vertentes, isso se reflete na nossa aparência também.

E essa aqui é uma foto minha recente…

Eu no Tanabata Matsuri 2017 com o Ultraman!

Queria dizer algumas coisas para quem está montando um guarda-roupa estiloso.

1ª ROUPA IMPORTADA. Gente, claro que nós temos as marcas que admiramos e tudo mais. Mas se por enquanto não tá rolando de comprar roupa da marca X porque o dólar tá alto ou whatever, procure marcas nacionais, o que não falta são indicações de marcas nos blogs (e youtube) por aí. É só dar uma olhada. A maioria das meninas que indicam têm cupom de desconto, é só sucesso!

2ª SEJA FLEXÍVEL. Se você não encontrar na loja nacional a peça exatamente igual àquela da loja gringa que você tanto quer, paciência. Procure uma peça que seja parecida.

3ª SEJA MAIS FLEXÍVEL AINDA. Também não tem? Vai em outra loja, dá uma volta no Brás (ou no comércio equivalente da sua cidade), olha no MercadoLivre, grupos do Facebook, lojas de bairro…

4ª  RODOU, RODOU E NÃO ACHOU? FAÇA VOCÊ MESMA. Não achou em nenhuma loja e quer mesmo assim? Mãos à obra! Desenhe ou imprima uma foto da peça, compre o tecido e mande para sua costureira de confiança. Em outros casos, você pode comprar uma peça pronta e colocar patches, tachinhas, desbotar, pintar de outra cor… as opções são infinitas, tudo depende do que você quer. Isso serve para roupas, bolsas, cintos, e por aí vai…

Detalhe: Se for camiseta de banda, as feitas em casa são mais charmosas do que as compradas por aí.

5ª INSPIRAÇÕES: É sempre bom ter pessoas para se inspirar, mas não queira “copiar” o visual de outra pessoal fielmente. Acho que a graça está na diversidade, então usar DO SEU JEITO uma peça que você viu outra pessoa usando é (na minha opinião) O MÁXIMO. Você define o seu estilo à partir daquilo que você gosta, usando outras pessoas como referência, e não como um modelo que deve ser 100% copiado, entende o que eu quero dizer?


Bom, é isso! Não achei que ia “falar” tanto, o texto ficou muito grande, haha. Mas espero que tenha alguma utilidade para vocês.

Não esqueça de visitar os outros sites que também fizeram esta postagem:

VULTUS PERSEFONE

A GURIA DE MOLETOM

FALA TEF

TARY BELMONT

DIVA ALTERNATIVA

ECCENTRIC BEAUTY

4SPHIXYA

LADY DARKS

EU E MINHA ESTUPIDEZ

RELÍQUIAS DA LARA


Beijos, até o próximo post!